• Portal Nosso Povo

Alerta: Combate ao Caramujo Africano





Com o período das chuvas, cresce a preocupação em relação ao caramujo africano. A prefeitura, através da divisão de Controle de Zoonoses, esclarece a situação do assunto relacionado aos caramujos africanos no município de Garopaba e solicita à população que colabore no trabalho de combate.

Para o controle do caramujo africano, o Departamento de Controle de Zoonoses, órgão da Secretaria de Saúde, recomenda a coleta manual, com a utilização de luvas ou sacolas plásticas, para evitar o contato da pele com o muco desses animais, com a posterior quebra de suas conchas antes de eliminá-los. Isso porque tais estruturas podem acumular água, sendo um criadouro em potencial para os ovos do Aedes aegypti. Depois, recomenda-se a aplicação de cal virgem sobre os caramujos quebrados, não vai adiantar jogar o sal, por isso a importância do CAL, que combate também os ovos. O sal vai matar apenas o animal adulto e os ovos vão permanecer no local, e a posterior incineração.

É bom lembrar que o caramujo pode ser coletado e queimado e as conchas quebradas e colocadas em sacos antes de por no lixo. Quem não quiser queimar e quebrar pode fazer a coleta e levar até o Departamento de Vigilância Epidemiológica de Garopaba para procedimento de eliminação. Mas a coleta é realizada manualmente com luvas e cada cidadão é responsável pela coleta e limpeza do seu terreno.


  • DICAS IMPORTANTES:

  • • Ao coletar o molusco, o morador deve se certificar que se trata de um caramujo africano.

  • • Os moluscos devem ser coletados sempre com uma proteção nas mãos, como luvas descartáveis ou sacolas plásticas.

  • • Não se deve usar veneno, sal ou outras substâncias que podem contaminar o ambiente e não afetam o molusco, somente o Cal Virgem vai matar tanto os ovos como o animal adulto.

  • • Os caracóis recolhidos devem ser enterrados em uma cova profunda (aproximadamente 40 cm), utilizando cal virgem no fundo da vala.

  • • O excesso de plantas, mato e entulho no quintal serve de criadouro para o caramujo.

  • • Não ingeri-lo;

  • • Lavar bem as hortaliças, verduras e frutas com água corrente e deixar de molho em solução de água sanitária a 2,5% (uma colher de sopa de água sanitária diluída em um litro de água) durante 15 a 30 minutos. Outra maneira é deixar de molho em vinagre (uma colher de sopa de vinagre para um litro de água);

  • • Não tocar nos caramujos sem proteção;

  • • Lavar as mãos com água e sabão, caso haja algum contato com o molusco;

  • • Não transportá-los nem jogá-los vivos em terrenos baldios, ruas, matas, restingas, etc.

11 visualizações

Rua Nereu Ramos, 35 - Centro

CEP 88.780-000 - Imbituba/SC

48 3255.1098 | 99935.8626

© Copyright 2015 RWC Rede Web de Comunicação - Todos os direitos reservados