• Portal Nosso Povo

Grupo de artesãs solicita apoio



Grupo de artesãs solicita apoio do governo para sede própria

O prefeito Mauro Candemil recebeu hoje (21) a visita das artesãs do Grupo Nossa Terra para entrega da peça artesanal de Santo Antônio feita em argila. O presente dado ao município foi recebido pela artesã lagunense Júlia Guedes, a mais antiga do Núcleo de Estudos Açorianos – NEA da Universidade Federal de Santa Catarina, durante o 25º AÇOR – Festa da Cultura Açoriana, realizado neste último final de semana em Porto Belo.

Durante a entrega da peça, o grupo de cinco artesãs fez uma solicitação ao prefeito para ajudá-las com uma sede própria para expor seus trabalhos. “Estamos tendo dificuldade para pagar o aluguel e nossas artesãs precisam dessa renda”, explicou Júlia Guedes, artesã há mais de vinte anos em Laguna e que realiza um trabalho artesanal com conchas.

Acompanharam a entrega o presidente da Fundação Lagunense de Cultura – FLC, Márcio Rodrigues, e o secretário de Turismo, Evandro Flora.

Saiba mais sobre o AÇOR:

Laguna esteve representada nos dias 16, 17 e 18 de novembro no 25º AÇOR – Festa da Cultura Açoriana, em Porto Belo, com o Grupo de Artesãs e Grupo Cultural Casa da Dindinha. Entre as artes expostas estavam peças em concha, pintura em gesso, pintura em caneca, licor de butiá, rendas de bilro e a Casa da Dindinha fez duas apresentações para participantes de mais de 23 municípios de Santa Catarina.

O evento é fomentado pelo Núcleo de Estudos Açorianos (NEA), da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) da qual a Fundação Lagunense de Cultura (FLC) faz parte junto com o grupo Casa da Dindinha.

“Esse ano participamos de um AÇOR especial, que comemorou os duzentos e setenta anos da imigração açoriana no litoral do estado. Estamos muito satisfeitos e Laguna esteve muito bem representada com artistas qualificados”, disse o presidente da FLC, Márcio Rodrigues.

Troféu Açorianidade

A Administração do Município de Porto Belo através da Fundação da Cultura realizou no dia 31 de outubro o lançamento oficial do 25º Açor - Festa da Cultura Açoriana. Na oportunidade, foram entregues os troféus Açorianidade, cujos homenageados foram eleitos pelo Nea - Núcleo de Estudos Açorianos da UFSC.

De Laguna, o pesquisador Wellington Linhares Martins foi um dos contemplados, com a pesquisa iniciada em 2013 que resultou no certificado de registro da pesca artesanal com auxílio dos botos como patrimônio cultural imaterial de Santa Catarina.

O documento de Laguna foi o número um do Registro dos Saberes Catarinense, um espaço dedicado dentro da Fundação Catarinense da Cultura para o patrimônio imaterial do Estado.

"Este reconhecimento e a participação na AÇOR fazem parte de um projeto do resgate da cultura açoriana do município. Laguna tem que se assumir como uma cidade açoriana. Temos gastronomia, arte, música, folclore e a própria pesca com auxílio dos Botos era entendida como folclore, hoje é um Patrimônio Cultural".

5 visualizações

Rua Nereu Ramos, 35 - Centro

CEP 88.780-000 - Imbituba/SC

48 3255.1098 | 99935.8626

© Copyright 2015 RWC Rede Web de Comunicação - Todos os direitos reservados