• Portal Nosso Povo

Dia das crianças: PROCON de Imbituba orienta os consumidores que ainda vão às compras




Até a próxima sexta-feira (12), o comércio da região deverá receber um aumento significativo, relacionado às vendas para o dia das crianças. A data é considerada, junto ao Dia das Mães e ao Natal, como uma das melhores, economicamente, para o varejo. Por isso, o PROCON de Imbituba elaborou uma lista de orientações para que as compras sejam feitas com responsabilidade. 

Como planejamento, a diretora do órgão, Cristiane Pegorara, orienta que os consumidores sejam precavidos e façam pesquisa de preço. “Defina, antecipadamente, que presente deseja comprar e quanto pode gastar. Depois, faça uma pesquisa de preços e escolha com calma, pois os valores de um mesmo produto podem variar bastante de uma loja para outra”, disse Cristiane Pegorara.

A procura pelas promoções é sempre bem-vinda. Por isso, o consumidor deveguardar os panfletos de ofertas dos estabelecimentos comerciais. Já que as informações publicadas devem ser cumpridas pelo fornecedor. “Ao adquirir produtos em promoção, solicite que as condições de troca sejam especificadas em nota fiscal”, ratificou a diretora do PROCON de Imbituba.

Outra boa dica é buscar produtos que tenham o selo do INMETRO.  Ao comprar um brinquedo, o consumidor deve verificar se ele tem o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia. Essa certificação é obrigatória para todo brinquedo comercializado no Brasil, tanto nacional, 

quanto importado.

“Fique atento à procedência e evite comprar brinquedos em lojas informais, pois, mesmo sendo parecidos com os originais, eles não foram testados e podem oferecer risco às crianças. Tintas e materiais tóxicos, bordas cortantes e ruídos acima do permitido pela legislação brasileira são alguns problemas encontrados em produtos piratas”, informou Cristiane.

É importante ainda que os pais verifiquem se na embalagem do produto estejam indicadas as informações sobre o fabricante, o CNPJ da empresa, o país de origem e o material utilizado na produção. Todas as informações devem estar escritas em português, inclusive para os produtos importados.

“Na hora do pagamento, é necessário que o consumidor também esteja atento ao que é oferecido pelo o estabelecimento. Se a loja aceita cheque, cartão de débito ou crédito, ela poderá fazer diferenciação de preço, mas desde que a informação seja clara e precisa para o consumidor. E exija sempre a nota fiscal para comprovar a relação de consumo”, reiterou Cristiane Pegorara.

3 visualizações

Rua Nereu Ramos, 35 - Centro

CEP 88.780-000 - Imbituba/SC

48 3255.1098 | 99935.8626

© Copyright 2015 RWC Rede Web de Comunicação - Todos os direitos reservados